Mais uma pessoa próxima a Avicii deixou seu depoimento homenageando o artista, que faleceu no último dia 20. Diretor do documentário de Avicii, True Stories, lançado em 2017, o sueco Levan Tsikurishvili (que, segundo o EDM Tunes, era um dos melhores amigos do produtor) também compartilhou belas palavras e histórias sobre o artista, exaltando o caráter e a sensibilidade do colega. O post foi feito no Instagram, ilustrado por uma foto de Tim Bergling em Madagascar.

Confira o texto do diretor na íntegra, traduzido pelo DE OLHO NO PLAY:

Escrever isso pra você é surreal, como se fosse um pesadelo sem fim ou uma piada de péssimo gosto. Você foi e sempre será a pessoa mais leal e inteligente que já conheci nessa indústria superficial. Uma indústria que não foi esperta o suficiente pra você e que nunca realmente entendeu quem você era.

Eu admiro e vou sentir muita falta do seu comportamento humilde e genuíno, que eu nunca encontrei em outra pessoa. Nunca vi você julgar alguém pela opinião dos outros, e nunca vi você deixar que os outros julgassem alguém que não estava presente para se defender. Essas são algumas das muitas coisas que me vêm à mente quando penso em você.

Nunca me esqueço de momento como quando um lêmure mordeu seu dedo em Madagascar, no meio da selva, e você quase morreu de dor enquanto usava as folhas como curativo. Mas mesmo assim você ainda protegeu o lêmure, discutindo comigo: “ele não é agressivo, ele só achou que meu dedo era uma parte da comida que eu dei. Não é culpa dele”. Sou muito grato por tudo que passamos juntos, tudo que você fez por mim, tudo o que me ensinou por suas ações, todos os trabalhos que fizemos juntos, toda a longa semana de conversas criativas que tivemos, além das brigas que sempre resultavam em algo fantástico. As noites épicas, risadas sem fim, o documentário que não deixou uma única pessoa não ficar emocionalmente tocada, TODAS as noites de sessões longas no estúdio que eu tive a sorte de filmar, seus melhores amigos que significavam tudo pra você, e que logo viraram meus amigos próximos; piadas bestas, tardes com pipoca e todos os lugares que fomos juntos.

Você me mostrou um mundo que não existia para mim antes dos nossos caminhos se cruzarem novamente, e eu tenho que agradecê-lo por todas as coisas que eu ainda faço hoje em dia. Vou sempre me manter leal a você e ao seu espírito. Nada mudou em relação à nossa lealdade, e vou carregá-lo para sempre no fundo do meu coração até o dia em que eu morrer e, espero, voltarei a encontrá-lo em um lugar melhor, onde você está agora. Obrigado por tudo, “Brysh” Tim. Amo você e sinto muito a sua falta.